Nicolas é sempre Nicolas

Dizem que ele só começou na carreira cinematográfica, porque era sobrinho do Francis Ford Copolla. Maldade! Nicolas Cage tem um talento incompreendido. Talvez lá no fundo, lá no fundo mesmo, ele seja o cara certo para determinados papéis. E suas escolhas provam isso. A cada filme, a cada produção, esse ator não tão estimado pela crítica, se molda para representar personagens complicados… ou nem tanto, vai. A questão que fica, porém, é: como ele consegue transformar TODOS os seus personagens em Nicolas Cage? Coisa para poucos. A prova são essas rápidas sinopses de seus filmes.

Não importa o personagem. Ele vai ser Nicolas Cage.

A Rocha

Nicolas Cage é um cara frio, com um cabelo muito feio, sofrido pela guerra e conhece muito sobre bombas. Ele se infiltra no presídio de Alcatraz para desmascarar o plano dos malfeitores e salvar os EUA. No fim tudo explode.

Con-Air

Nicolas Cage é um cara frio, com um cabelo muito feio, sofrido pela guerra e conhece muito sobre golpes. Ele vai preso, mas, na hora de ser libertado, algo dá errado no avião. Ele se infiltra entre os bandidos para desmascarar o plano dos malfeitores e salvar os EUA. No fim tudo explode.

A Outra Face

Nicolas Cage é um cara frio, com um cabelo não tão feio, sofrido pela guerra contra o crime, que matou seu filho. Ele se infiltra no presídio – depois que troca de cara com o seu inimigo – para descobrir o plano dos malfeitores e salvar os EUA. No fim alguma coisa explode.

Cidade dos Anjos

Nicolas Cage é um anjo frio, com um cabelo passável, sofrido por não conhecer o amor. Ele se infiltra entre os humanos para se apaixonar pela Meg Ryan e desmascarar os EUA por gostarem dos filmes da Meg Ryan. No final ela explode.

Olhos de Serpente

Nicolas Cage é um policial frio, com um cabelo feio, e corrupto, que sofre com o sistema. Ele se infiltra entre a máfia do boxe para ajudar um amigo a desmascarar um crime que salvará os EUA. No fim não lembro se algo explode.

8mm

Nicolas Cage é um detetive frio, com um cabelo feio de novo, sofrido por assistir a tanta violência. Ele se infiltra no submundo da pornografia para desmascarar um assassinato que irá chocar os EUA. No fim uma fita explode.

Vivendo no Limite

Nicolas Cage é um motorista de ambulância frio, com um cabelo ruim, e sofrido por ter que lidar com tantos acidentes. Ele se infiltra em sua própria mente para se auto-ajudar e, indiretamente, salvar o sistema de saúde dos EUA. No fim o espectador explode… de depressão.

60 segundos

Nicolas Cage é um ladrão de carros frio, com um cabelo nota 5, sofrido por ser muito foda e não ter carro que não consiga roubar. Ele tem um desafio de roubar 50 carros e se infiltra numa gangue para desmascarar os sequestradores do seu irmão e tentar comer a Angelina Jolie na frente de todos os EUA. No fim muitos carros explodem.

A Lenda do Tesouro Perdido

Nicolas Cage é um Indiana Jones frio com um cabelo tenebroso de feio, que sofre por não ter descoberto nenhum tesouro decente. Ele se infiltra na biblioteca, pega um papel, fala que é um mapa importante e vai desmascarar o sistema de segurança das bibliotecas dos EUA. No fim ele acha o tesouro, mas ele explode.

Motoqueiro Fantasma

Nicolas Cage é um motoqueiro de verdade frio, com um cabelo bagunçado, que tenta lidar com seus medos. Ela faz um pacto com o diabo e se infiltra no submundo do mal para desmascarar as coisas horríveis por entre becos dos EUA. No fim ele pega fogo, mas não explode.

Mas Cage, apesar de todas as suas facetas impressionantes, não é uma peça exclusiva na cena hollywoodiana de repetições. Faça você um exercício de memória e pense mentalmente nas sinopses dos filmes de Tom Cruise, Jack Nicholson, Julia Roberts, Jack Black, Adam Sandler, aqueles em que o Eddie Murphy se transmuta em alguma coisa bizarra… e por aí vai. É como se todos frequentassem a escolinha Eri Johnson de personagens. Um pouco irritante, mas como não amar tanta canastrice?


Feio, cabelo feio pra cacete.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *