50 anos de Bond, James Bond

Tudo começou em 1952, pelas mãos de Ian Fleming, com Casino Royale. Todos os livros foram escritos por Fleming na mesma escrivaninha em sua casa na Jamaica, que tem o nome de Goldeneye. Foram 12 livros e 2 histórias curtas sobre o agente. Após sua morte dem 1964, cinco outros autores escreveram sobre o espião, que por sua vez foi interpretado por 6 atores diferentes no cinema (sim, eu só estou considerando os da EON aqui).

Bond e Fleming

Apesar dessas diversas interpretações de James Bond, posso dividí-los em 2. Os Old Bonds, que vieram antes do novo Casino Royale e o New Bond, com a releitura por completo do personagem, agora interpretado por Daniel Craig.

Old Bonds

Galã e sedutor, luta de de forma direta. Não existe parkour pela cidade. Esse bond é um agente mais sênior, com mais tempo de campo – e rodeado de carros com metralhadores e canetas explosivas. Roupas e carros sempre elegantes (onde entram diversas marcas como Omega, Aston Martin, BMW e agora a Heineken, de product placement), não sai exibindo o corpo arrebentado de pancadas por aí. Ele não se apaixona da mesma forma que o novo Bond.

Connery, Lazenby, Moore, Timothy e Brosnan

New Bond

Estamos na semana do lançamento de Skyfall, o terceiro filme com o Bond loiro, Daniel Craig. O Bond com pinta de durão, que se apaixona e sofre por isso, que está com seu caráter em formação. Essa releitura da série teve início onde tudo começou, em Casino Royale (2006), passou por Quantum of Solace (2008) e, após ver o Skyfall, me cai a certeza de que se encerrou o primeiro arco das novas histórias do 007. Vimos ele ‘receber’ a licença para matar, perder a confiança em todos e finalmente se tornar o Bond que conhecemos, mas com algumas diferenças óbvias. (se quiser saber mais, com direito a grandes spoilers sobre o novo filme, clique aqui :P)

Mas nesse momento, minha vontade é pegar todos os filmes, desde o Casino Royale de 1967 (o qual eu ignorei o ator) e ver tudo mais uma vez. =)

Bond, James Bond.



*** CONFIDENCIAL ***

Só leia a seguir se você aceita a sua próxima missão!

#CracktheCase*

A Heineken nos deu uma missão e resolvemos aceitar. Precisamos descobrir o que está dentro da mala.

Essa é a sua próxima missão!

Sabemos que sim e para isso, é só comentar abaixo o que você acha que está aí dentro! O prazo final para enviar as respostas é o dia 26/10 às 23h59 (horário de Brasília).

O leitor com a resposta mais criativa ganhará uma Chopeira “beertender” da Heineken e o blog também leva kits Heineken e ingressos para shows. Então, é tudo nosso!

Acesse o regulamento do concurso cultural clicando aqui e não preciso dizer que você precisa ter + de 18 anos para participar, certo? 😉

Skyfall. Um novo começo.

Skyfall

Eu avisei para não ler.

Tudo escuro. Arma em mãos. Corpos pelo chão e um agente baleado, prestes a morrer. Um HD com os nomes de todos os agentes da MI6 infiltrados em diversos locais foi roubado.

Começa a perseguição.

E, como todo bom filme do 007, este também começa com tiros, perseguições, pancadaria e sangue. Em meio a essa perseguição, Bond é atingido. Duas vezes. Caindo para a morte do alto de uma ferrovia.

***

Algo que vemos muito no James Bond interpretado por Daniel Craig é o tema da Ressurreição. E dá para entender. Esse Bond está ressurgindo, se reinventando. Renascendo.

***

Em Skyfall, Bond vai de sua morte, que dura 3 meses, é julgado por ser um ‘velho’ em campo, confronta um agente do passado da MI6, mais uma vez deixa uma bond girl morrer de forma triste, porêm patética. E por fim, enfrenta seus fantasmas passados em Skyfall.

Esse filme fecha o primeiro arco do novo 007. Refez a sua história e atualizou os personagens e o Bond agora com um caráter formado. E assim temos o novo Bond. Um agente a moda antiga nos tempos modernos.

Além disso, nesse filme conhecemos Q (que nem será tão legal dando infinitos gadgets para Bond) e Moneypenny. Mas é claro que eu não contei tudo, pois vale a pena ver o filme e também entender como esse ‘novo’ James Bond se tornará um personagem bem mais complexo.

Ah! Como todo mundo já sabe, James irá beber Heineken nesse novo filme. Mas será apenas uma vez e com a mão cobrindo o rótulo. Ele toma também o seu martini, mas não aparece ele pedindo. O drink já está servido ali no balcão do bar. Tanner também toma uma Heineken.

Bom, se mesmo com esse spoiler você ficou curioso, corre que o filme estréia nessa sexta-feira!
 

Eu avisei. E por isso vocês não podem me xingar. :p

Vencedores Ano a Ano

Montamos uma lista com todos os vencedores de todos os anos do grande festival Cine Ceara:

  • 1991 Fortaleza prestes a parir
  • 1992 De conto em conto
  • 1993 No passo dos videomakers
  • 1994 A um passo de conquistar o País
  • 1995 Dimensão Nacional
  • 1996 Olhares estrangeiros
  • 1997 Memórias do Sertão
  • 1998 Quando fomos a Beirute
  • 1999 Cinema em estado de graça
  • 2000 Fazer, exibir, descobrir o cinema
Vencedores